Que escola temos e que escola queremos e podemos ter? As novas formas de aprendizagem, o ensino à distância e a cooperação universidade-empresas serão discutidas na próxima edição dos Cadernos de Economia (Janeiro/Março, 2021).

O actual contexto da pandemia impulsionou o debate, tornando evidente a necessidade de reforçar a modernização nas infra-estruturas tecnológicas das instituições de ensino superior e das escolas de formação profissional bem como nas empresas públicas e privadas.

Portugal ainda está longe de atingir a média europeia em termos de despesa em pesquisa e inovação, em percentagem do PIB. Ora, uma fraca cooperação entre a academia e o sector empresarial não incentiva os investimentos em investigação e desenvolvimento por parte dos empresários.

Mas, apesar de todos os constrangimentos financeiros e burocráticos, tem-se observado algumas melhorias nos últimos anos. E são muitos os contributos desta relação para o desenvolvimento da economia regional e para o estímulo ao empreendedorismo e à inovação.

Neste número, participam reputadas personalidades/especialistas do meio académico nacional, nomeadamente os Professores António de Sousa Pereira (Reitor da Universidade do Porto e Presidente do CRUP), António Moreira Teixeira (Universidade Aberta), Carlos Fiolhais (Universidade de Coimbra), Daniel Traça (Dean da Nova SBE), Eduardo Marçal Grilo (Presidente do Conselho Geral da Universidade de Aveiro e Antigo Ministro da Educação), Glória Rebelo (ULHT), João Duarte Redondo (Chanceler das Universidades Lusíada e Presidente da Associação Portuguesa de Ensino Superior Privado), José Ferreira Gomes (Universidade do Porto e Antigo Secretário de Estado da Educação), Manuel Laranja (ISEG), Maria Conceição Silva e Rita Silva (Católica Porto Business School), Rui Soucasaux Sousa (Dean da Católica Porto Business School) e Sandra Dias Faria (Universidade dos Açores). 

Outras personalidades dos mais diversos quadrantes da vida económica e social também contribuem para enriquecer esta edição: Francisco Jaime Quesado (Especialista em Inovação e Competitividade), Luís Miguel Ribeiro (Presidente da Associação Empresarial de Portugal), Nicolau Santos (Jornalista), Robert Hart (Pedagogical Director da Cambridge School) e Vânia Neto (Microsoft). E o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

A versão digital da edição n.º 134 estará disponível no final de Março a todos os membros da Ordem dos Economistas através do portal oficial; a versão em papel seguirá via CTT para todos os assinantes. Os não-membros da Ordem poderão adquirir a respectiva edição na nossa loja online

Categorias: Economia