A próxima edição dos Cadernos de Economia, cuja saída está programada para o fim do corrente mês de Setembro, é dedicada à “qualificação dos portugueses”.

Nela participam reputadas personalidades/especialistas, nomeadamente académicos, gestores e representantes associativos, incluindo o presidente da UGT, Carlos Silva. E também o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. Segundo este governante, “vivemos um quadro novo para pensar a evolução das qualificações, assim como da ciência e do ensino superior em Portugal no contexto europeu, sobretudo em termos da exigência crescente de melhor articular políticas e estratégias para a coesão e para a competitividade, para garantir um processo efetivo de convergência europeia até 2030”.

Por sua vez, Carlos Fiolhais, da Universidade de Coimbra, chega a ser catastrofista relativamente a alguns indicadores de qualificações. “A situação portuguesa bem poderia ser designada de tragédia nacional“, sustenta.

Categorias: EconomiaEducação